Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2011

Prisão - um poema de uma amiga

Turbilhão de sentimentos Negros no céu cinzento
Torrente de tristeza Afogando o viver Que já não admira a beleza
 Eu-contradição Mar de emoção Interior e exterior Ser dual por imposição
Ressentimento Sufocado Trancado com cadeado Devido às consequências Pés e Mãos atados
Um beco sem saída Vivendo de aparências Sangrando a ferida A boca sorri Chora o coração O verdadeiro "eu" prisioneiro Acorrentado pelas conveniências Triste viver, triste lamentar...